Novo software passa a ser usado nas rodovias

O departamento de obras e serviços da concessionária passou a contar com um novo aliado. O software Kcor, já utilizado há alguns anos no controle das atividades de atendimento – como os guinchos e atendimento pré-hospitalar – agora foi incorporado também ao monitoramento da qualidade do pavimento e áreas adjacentes. É o que explica Marcus Vinicius Elias, engenheiro responsável pela faixa de domínio da Caminhos do Paraná.

Nossos Caminhos: O que faz o novo sistema?

Marcus: Através de tablets, nossa equipe registra, in loco, qualquer ocorrência no que concerne à conservação da pista, como trincas, desníveis, ondulações, ou mesmo sistemas de drenagem. Também há possibilidade de inserir problemas em abrigos de pontos de ônibus, passarelas, placas de sinalização, interferências na faixa de domínio… Enfim, há muitas possibilidades de registros, e o interessante é que assim que o tablet alcança sinal wi-fi, tudo é baixado automaticamente e enviado aos gestores.

Nossos Caminhos: Qual a vantagem em relação a outras formas de tratamento de ocorrências?

Marcus: O primeiro benefício é a canalização de todas as ocorrências em um único meio, evitando anotações em papeis, que dificultam a formação de um histórico e a rastreabilidade no processo. Outra vantagem importante é que não é necessário baixar as imagens de uma câmera, por exemplo, e enviá-las manualmente. Como o tablet possui câmera é possível anexar a foto no ato, o que evita retrabalho.

Nossos Caminhos: O que acontece após o registro?

Marcus: Assim que a ocorrência é registrada abre-se uma pendência no sistema, bastando ao gestor identificar causas ou ações a serem realizadas e atribuir responsabilidades e prazos para sua correção. O relatório é então encaminhado às equipes de manutenção, que podem utilizá-lo como guia para saber o que deve ser feito em cada rodovia e trecho em que a concessionária atua. Estamos usando efetivamente o sistema há cerca de três meses, e já é possível comemorar os resultados obtidos.