Recibos passam a conter a placa do veículo

A identificação automática de placas passou a ocorrer em todas as praças de pedágio administradas pela Caminhos do Paraná. A medida é prevista nas instruções normativas 1731 e 1768 da Receita Federal.

Alexandre Garcia Araújo, assessor de tecnologia da informação da concessionária, explica à revista Nossos Caminhos como o processo funciona:

NC: Como é feita a identificação da placa?

Alexandre: A cada passagem, o sistema captura até quatro fotos, e uma leitura automática dos caracteres das placas é realizada. Caso a leitura automática não reconheça algum caractere, devido a algum problema técnico ou mesmo sujeira presente na placa do veículo, cabe ao arrecadador digitar. Mas é muito raro que isso seja necessário.

NC: Depois disso, o que acontece com essa informação?

Alexandre: As placas dos veículos são impressas no próprio recibo do pedágio, no ato. Posteriormente, cabe ao usuário, se quiser, acessar o site www.caminhosdoparana.com.br/dfe e complementar as informações, inserindo o CPF ou o CNPJ. Para isso é necessário guardar o recibo, pois nele constam códigos que serão solicitados nesse momento. É importante lembrar que a RFB também definiu que a inserção dos dados complementares seja realizada em um prazo de até sete dias após a passagem.

NC: Qual foi o investimento para o novo sistema?

Alexandre: Para implantar o sistema em todas as pistas e atender às especificações da Receita Federal o investimento foi de aproximadamente R$ 1 milhão.